Danilson Passos é eleito novo presidente da OAB Iguatu

(Foto:Divulgação)

Nessa quarta-feira (28/11), de 8 às 16h os mais de 500 advogados inscritos na Ordem dos Advogados do Brasil que atuam na região Centro Sul depositaram seu voto para eleger a nova diretoria da Subseção de Iguatu. Com as abstenções e inaptidões para a eleição, 240 advogados se dirigiram até a sede da instituição. Nos mesmos moldes ocorreu a escolha para a presidência da Seccional Ceará com mais de 15mil votantes.

Membros da nova diretoria (Foto:Divulgação)

Danilson de Carvalho Passos foi eleito para o triênio 2019-2021 em chapa única com 203 votos dos representantes das cidades que compreendem a Subseção, que são Iguatu, Acopiara, Mombaça, Jucás, Cariús, Piquet Carneiro, Saboeiro e Várzea Alegre. A composição da diretoria apresenta como vice o advogado Rangel Ribeiro, secretário-geral Orlando Silveira, secretária-adjunta Paula Alexandre e tesoureiro Edmilson Filho.

Havia registro de uma chapa adversária, no entanto, segundo a comissão julgadora foi indeferida por motivos técnicos. Para o cenário estadual o candidato Erinaldo Dantas, apoiado pelo grupo de Danilson Passos, foi consagrado presidente da OAB Ceará com 49% dos votos. Na Subseção obteve cerca de 80% de aprovação.

Parcerias

Danilson contou com o apoio do ainda presidente da Subseção de Iguatu, advogado Marco Antonio Sobreira, do ex-presidente Romualdo Lima que exerce o cargo de Conselheiro Estadual da OAB Ceará e Marcelo Mota, presidente da OAB-CE. Todos declararam voto e fizeram campanha para Erinaldo Dantas pela chapa “Somos todos OAB – Experiência para Inovar”.

Marco Antonio Sobreira recebeu o convite de Erinaldo Dantas para compor o Conselho Estadual, o qual foi eleito, e irá representar os reclames da advocacia da região Centro Sul e Vale do Salgado.

Próximos passos

A atual diretoria local deverá deixar o posto até o final de dezembro deste ano. A cerimônia de posse da nova gestão depende do cronograma estadual, sendo costumeiramente realizada em janeiro ou fevereiro de cada ano correspondente.

Os 5 advogados que compõem a nova direção da entidade devem se reunir com os membros do conselho de gestão e demais colegas que exercem a profissão nesta região para traçar as primeiras estratégias de ações a partir de 2019.

COMPARTILHAR