“Não adianta espernear, criar vídeos ameaçadores e postagens no Facebook”, diz secretário André Costa

Reprodução/ Instagram

Segundo o secretário André Costa, os bandidos no Estado do Ceará “ainda não entenderam” que a Polícia age conforme a situação e que, nesse caso, não recuará.

O titular da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, publicou na sua página na rede social Instagram que a polícia não recuará diante das recentes ameaças e série de atentados após a morte do integrante do Comando Vermelho (CV), Ewerton da Costa Santos, de 21 anos, conhecido como “Saboré”.

Segundo o secretário, os bandidos no Estado do Ceará “ainda não entenderam” que a Polícia age conforme a situação e que, nesse caso, não recuará. “Não adianta espernear, criar vídeos ameaçadores e postagens no Facebook, pois atrás de uma câmera, todo homem é macho. Todos os policiais, eu disse TODOS, civis, militares, bombeiros militares, peritos e auxiliares de Perícia, estamos unidos e já tomamos a ofensiva”.

No fim da postagem, o secretário diz que policiais e pessoas que ele classifica como “os cidadãos de bem” sabem que ele voltou ao Ceará por eles, “para servi-los e dar as melhores condições de trabalho. Quanto às reações dos criminosos, já esperávamos e contávamos com elas. Algo que viria naturalmente. Mas estamos unidos e prontos para reagir sempre à altura, oferecendo a eles os caminhos que queiram percorrer. Só um aviso: sejam sábios, escolham o menos pior!”, escreveu.

“Saboré” foi morto durante uma operação da Coordenadoria de Inteligência (Coin), da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), na manhã da última sexta, 17, na Aerolândia. Na manhã do último sábado, o cabo da Polícia Militar Luís Carlos Ribeiro, 49, que estava afastado do serviço ativo, foi morto com três tiros, na casa dele, no bairro Eldourado, em Caucaia. Depois, supostos atos de represália começaram a acontecer na Capital após essa morte. Pelo menos três ônibus foram incendiados e um sofreu uma tentativa de ataque. Casos aconteceram no Alagadiço Novo, José Walter e na Sapiranga, segundo o Corpo de Bombeiros. Uma cabine da Polícia Militar também foi alvo dos criminosos. O equipamento foi incendiado na madrugada de sábado.

Fonte: O Povo

COMPARTILHAR