Vigilância Sanitária promove curso gratuito de biossegurança

O coordenador da VSI, afirma que o curso terá vagas limitadas – Foto TH

A Secretaria Municipal da Saúde, por meio da Vigilância Sanitária de Iguatu (VSI) e da Escola de Saúde Pública de Iguatu (ESPI), promove curso sobre biossegurança. A capacitação é gratuita e voltada para profissionais da área de embelezamento nas duas próximas segundas-feiras, 17 e 24 de setembro.

O coordenador da Vigilância Sanitária de Iguatu, Dr. Samuel Bezerra, detalhou o seguimento de profissionais aptos a participarem do curso. “Os cabelereiros, depiladores, maquiadores, barbeiros, manicures, podólogos, tatuadores e os que trabalham com a colocação de piercing. Todos estão no público alvo que queremos capacitar”, pontuou.

O objetivo do curso é promover a biossegurança, um conjunto de ações voltadas para a prevenção e proteção do trabalhador e minimização de riscos inerentes às suas atividades, visando à saúde dos profissionais e da população. “A vigilância cumpre o seu papel de realizar ações para o setor regulado e assim prevenir e eliminar riscos”, pontuou.

Prevenção

Os procedimentos de biossegurança são fundamentais para trabalhos que apresentam riscos à saúde dos clientes, para orientar os profissionais e garantir a segurança nas suas áreas.O curso abordará temas como medidas de biossegurança, procedimentos de higienização, processos de esterilização, controle de infecção, gerenciamento de resíduos e atendimento às legislações sanitárias vigentes. “É uma questão de saúde. Muitos não sabem dos riscos de doenças e intoxicações quando não há manipulação correta de alguns produtos que esses profissionais diariamente usam”, alertou Samuel.

O número de vagas é limitado e a duração são 20 horas com certificação. As aulas acontecem na ESPI, mesmo local das inscrições. “Infelizmente, a participação não é diretamente ligada ao número de profissionais que atuam na cidade. Mesmo assim em comparado à primeira edição do curso, ampliamos número de vagas para 40”, disse.

A ideia é que a partir das capacitações sejam geradas ações educativas junto à população. O coordenador ressaltou a sensibilidade da pasta em realizar atividades desse seguimento. “Houve um entendimento do secretário Marcelo Sobreira, quanto àimportânciade oferecer educação em saúde através da ESPI e VSI. É louvável e destaque na medida que percebe que se faz necessário investir em determinados grupos de pessoas, é isso que preconiza a saúde pública”, pontuou.

O embelezamento é um dos ramos que mais crescem no Brasil, com mais de 22 mil negócios abertos e licenciados pela Coordenadoria. Em 2017, foi o segundo maior ramo em abertura de negócios, em especial, de Microempreendedor Individual (MEI).

Cuidado

Prevenir casos de doenças fúngicas dermatológicas provocadas por procedimentos de manicure e pedicure é o foco do curso. As hepatites virais B e C e outras doenças transmitidas pelo sangue, que podem ser transmitidas quando o material de trabalho não recebe a limpeza e esterilização devida e é compartilhado entre as pessoas.

 

Serviço
Curso Biossegurança
Data: 17, e 24 de setembro
Horário:  8h às 12h / 13h às 17h
Local do Curso e Inscrição: ESPI

COMPARTILHAR