Na noite desta quarta-feira (10/04/2019), uma ação conjunta entre as Polícias Militar e Civil culminou com a prisão de 03 (três) pessoas envolvidas com agiotagem e notas falsas em Iguatu/CE. A polícia tomou conhecimento de que a pessoa de RICARDO GALVIS TANGARIFE (30 anos), colombiano residente em Iguatu/CE, estaria envolvido com empréstimos de dinheiro a juros exorbitantes e notas falsas.

A polícia realizou diligências e conseguiu localizar RICARDO e sua companheira de nome JOILMA FELIX DE OLIVEIRA (31 anos). Foi realizado uma busca na residência deles e encontrado diversos cartões de visita com inscrições “DINHEIRO FÁCIL E SEM BUROCRACIA”, aproximadamente R$ 1.000,00 em espécie, uma nota de R$ 100,00 falsa, vários cadernos com anotações sobre a contabilidade dos empréstimos ilegais, além de outros materiais relacionados com agiotagem.

Também foi realizada uma busca na casa da pessoa de DANIEL DA SILVA IZIDIO (26 anos), o qual era responsável por fazer as cobranças dos empréstimos e encontrou mais de R$ 2.000,00 em espécie, além dos cartões de visita usados para fazer a propaganda do négocio ilícito. Os envolvidos foram conduzidos até a Delegacia Regional de Iguatu/CE onde ficou constatado que todos os 03 (três) infratores eram responsáveis por emprestar dinheiro a juros no valor exorbitante de 20% e por cobrar esses valores diariamente.

Fotos: Cedidas pela Delegacia Regional de Iguatu

Além disso, constatou-se que os infratores vinham realizando essas atividades ilícitas a mais de 02 (dois) anos e que os principais “clientes” do grupo são pequenos comerciantes das cidades de Iguatu/CE, Icó/CE e Acopiara/CE. As pessoas de RICARDO GALVIS TANGARIFE e JOILMA FELIZ DE OLIVEIRA foram presos em flagrante e foram autuados pelos crimes de ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA (Formação de Quadrilha), AGIOTAGEM e por guardarem consigo MOEDA FALSA. A pessoa de DANIEL DA SILVA IZIDIO foi preso em flagrante e autuado nos crimes de ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA (Formação de Quadrilha) e AGIOTAGEM. Todos os infratores ficaram presos e estão à disposição da Justiça.

As polícias Civil e Militar comunicam que ações desse tipo irão continuar a fim de desestimular a prática ilegal de agiotagem em Iguatu e região.