Um estudo do Observatório de Segurança do Ceará divulgado nesta segunda-feira (27) apontou que 8% dos municípios do Estado não registrou homicídios ao longo de 2019. Ou seja, em 15 das 184 não houve nenhuma morte no ano passado. A maioria dos homicídios vitimou pessoas do sexo masculino e aconteceu com uso de armas de fogo.

De acordo com o balanço, as 15 cidades sem ocorrências de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs). Destes municípios do interior, a maioria tem de 11 mil a 13 mil habitantes.

Os municípios cearenses sem homicídios foram:

Abaiara
Alcântaras
Ararendá
Araripe
Catunda
Cedro
Chaval
Ibaretama
Ipaumirim
Iracema
Itaiçaba
Moraújo
Morrinhos
Palhano
Pires Ferreira

Fortaleza e Região Metropolitana também apresentaram resultados positivos quando comparados os números de crimes letais ocorridos em 2018 e 2019. Só na Capital, 2019 terminou com redução de quase 50% nas mortes violentas.

Em contrapartida, em 21 municípios do Estado houve crescimento no número de assassinatos: Alto Santo, Aracoiaba, Porteiras, Milhã, Uruburetama, Antonina do Norte, Carnaubal, Senador Sá, Tarrafas, Amontada, Nova Jaguaribara, Assaré, Potengi, Santana do Cariri, Independência, Choró, Itatira, Banabuiú, Guaiúba, Chorozinho e Trairi.

‘Pontos de atenção’

Destes 21 municípios, 14 apresentaram um aumento de, pelo menos, 50%. No caso de Alto Santo, em 2018 foram duas mortes, e 11 em 2019. As localidades foram denominadas pelo Observatório de Segurança como ‘pontos de atenção’ porque, segundo eles, é preciso que as autoridades estejam atentas a esta dinâmica da criminalidade.

Conforme o Observatório, os dados da pesquisa foram coletados por meio de análise dos dados das bases da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), obtidos através da Lei de Acesso à Informação.

Fonte: Diário do Nordeste