A 1ª Companhia do 4º Batalhão de Bombeiros Militares (1ªCia/4ºBBM), em Iguatu, na região Centro-Sul do Ceará, registrou e combateu nove focos de incêndios em vegetação, em localidades rurais e em bairros da cidade.

Nessa época do ano, após o período chuvoso, a vegetação nativa começa a ficar seca no sertão cearense e com os ventos mais intensos há facilidade de ocorrência de incêndios em áreas agrícolas e em terrenos baldios.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, os últimos registros de incêndios em Iguatu, ocorreram nas localidades rurais de Varjota, Barro Alto, Barreiras dos Pinheiros, Vila Cascudo e nos bairros Esplanada, Areias, Altiplano e na subestação da Enel, no Alto do Jucá.

Para o combate aos mais recentes incêndios, foram utilizados 40 mil litros de água e duas viaturas – carros tanques – ABT 23 e AS 29.

O agricultor, Francisco Lopes, morador da localidade de Varjota, zona rural de Iguatu, lembrou que há 15 dias houve outro incêndio em vegetação próximo do fogo mais recente. “O mato está seco e com o vento o fogo se espalha rapidamente e a gente fica com medo de chegar mais perto das casas”, observou.

Quem percorre rodovias estaduais nessa época do ano observa a ocorrência de fogo no mato às margens das vias, trazendo risco de acidentes para os motoristas e danos para os agricultores – destruição de cercas, queima de área de pastagem e às vezes morte de animais.

Criminoso

O incêndio florestal é um crime ambiental tipificado no Código Florestal. Incêndio florestal é todo fogo sem controle que incide sobre qualquer forma de vegetação, podendo ser tanto provocado pelo homem ou por causa natural, ressalta o tenente-coronel Nijair Pinto. “As queimadas são uma grande questão ambiental e a prevenção é essencial para que o meio ambiente seja preservado”.

Orientações

Os Bombeiros orientam algumas ações para evitar que as queimadas ocorram ou mesmo se propaguem:

Nunca jogar resto de cigarro ainda acesso, por menor que seja, em locais onde haja vegetação, menos ainda se esta vegetação estiver seca; para as pessoas que viajam bastante evitar jogar lixo pela janela do carro é essencial para que as queimadas sejam evitadas, pois esse lixo jogado poderá servir de alimento para o fogo;
em caso de acampamentos a fogueira precisa ser feita em locais onde não haja vegetação, principalmente seca ou a faça bem perto de um rio, observando o sentido do vento para que as centelhas desse fogo ou fumaça possam iniciar um incêndio florestal;
Os Bombeiros observam ainda que nunca se deve soltar balão, pois são um dos maiores causadores de queimadas; e não usar fogo para queima de lixo ou para a limpeza de plantação.

Para áreas de entornos de estradas e torres de transmissão o ideal é providenciar uma aceiro (limpeza de um terreno em volta de propriedades, matas e coivaras, para impedir propagação de incêndios) nas proximidades, de modo a evitar, em caso de incêndio, que este se alastre.

Diário Centro Sul