O sistema pretende ser padrão nos futuros carros e não poderá ser desativado pelo motorista.

A Volvo está com a ideia de eliminar ao máximo acidentes envolvendo seus carros e está testando diversos recursos de segurança para garantir isso. E o seu mais novo esforço envolve a instalação de câmeras para monitorar os motoristas e prevenir acidentes.

A empresa anunciou que integrará as câmeras de monitoramento em sues novos veículos, que serão introduzidas utilizando a plataforma SPA2, a partir do início de 2020. Segundo os representantes da empresa, o sistema será capaz de monitorar comportamentos perigosos ligados tanto à distração, quanto à intoxicação. Isso pode ser feito se o motorista demorar muito para colocar as mãos no volante, ficar “costurando” na pista, demorar para tomar decisões e até mesmo estar com os olhos fechados.

Ao constatar esses problemas, o sistema entra em ação. Ele pode intervir limitando a velocidade do carro ou até ligando para o serviço Volvo on Call em nome do motorista. Como uma ação mais “brusca”, o carro pode desacelerar e estacionar na beira da estrada. A empresa ainda disse que detalhes, como quantas câmeras serão colocadas e suas localizações, serão explicados em uma data posterior.

Aos que se preocupam com segurança, a Volvo garantiu que todos os vídeos coletados ficarão dentro do veículo e eles não serão transmitidos e nem armazenados de forma externa. “Quando se trata de segurança, nosso objetivo é evitar acidentes em vez de limitar o impacto quando ele é iminente ou inevitável”, disse Henrik Green, vice-presidente sênior de pesquisa e desenvolvimento da Volvo, em um comunicado. “Nesse caso, as câmeras monitoram comportamentos que podem levar a ferimentos graves ou morte”. O sistema pretende ser padrão nos futuros carros, e não poderá ser desativado pelo motorista.

Parece que a era do reconhecimento facial e do monitoramento de ações ao melhor estilo Big Brother chegou ao nosso cotidiano. Veremos se isso será uma tendência ou algo isolado a algumas situações. Confira um vídeo de como esse recurso vai funcionar:

Fonte: Olhar Digital