Foi bastante participativa a reunião anual de planejamento da CDL de Iguatu, que aconteceu no Iu-á Hotel em Juazeiro do Norte, sábado 08/02. O encontro contou com a participação dos sócios-diretores da entidade e do presidente da FCDL/CE, Freitas Cordeiro, que ministrou palestra temática, ‘Visão Sistêmica da Empresa’ para os presentes. Como convidados do encontro participaram, a presidente da CDL de Juazeiro do Norte, Zenilda de Sena e o secretário de Desenvolvimento Econômico do município, Michel Araújo. A reunião foi coordenada pelo presidente da CDL de Iguatu, Francisco José Mota Luciano ‘Dedé Duquesa’.

A prestação de contas do exercício financeiro de 2019 foi feita pelo Diretor Financeiro da CDL, Carlos Tadeu Rodrigues Rolim. Ele mostrou o balanço do faturamento e despesas, entre o que a entidade recebeu pelos serviços que prestou e o que gastou, em investimentos, e no próprio funcionamento para manutenção da sede, água, luz, internet, telefone, combustível, passagens, funcionários, assessoria e comunicação. Carlos Tadeu também destacou alguns dos principais serviços disponibilizados para usuários, como aluguel de salas de cursos e auditório, emissão de Certificado Digital, consultas de balcão ao SPC Brasil, o ‘Cartão CDL’ em parceria com empresas associadas.

Ficou à cargo da coordenadora administrativa, Gardenia Teixeira a apresentação do ‘Plano Anual de ações da CDL de Iguatu’, que prevê todas as ações que deverão acontecer ao longo do ano de 2020. Entre essas, a realização de cursos de qualificação em parceria com o Sebrae, participação na jornada da Integração no Centro-Sul, o Concurso de Redação, previsto para acontecer no 2º semestre, a festa comemorativa dos 55 anos da CDL (agendada para 27 de novembro) e a Convenção Nacional das CDL’s que será em Campos do Jordão, interior de São Paulo, no período de 27 a 30 de agosto, já com uma delegação de 33 lojistas confirmados para participar.

Presidente da CDL, Dedé Duquesa, dando boas-vindas aos diretores lojistas presentes na reunião anual de planejamento

O presidente Dedé Duquesa agradeceu aos diretores a participação no encontro e esclareceu sobre o investimentos feitos em sua gestão para as melhorias estruturais internas da sede, como as reformas do auditório (com nova bancada, troca das cadeiras) da recepção, administração, sala da Certificação Digital, sala de cursos, troca de móveis da sala da administração, aquisição de equipamentos como TV de 55 polegadas para a recepção e nova central de ar-condicionado), e o projeto de energia solar, que deve impactar na economia da fatura de energia da entidade. Conforme o presidente, o pagamento do parcelamento dos equipamentos termina neste primeiro semestre de 2020, os equipamentos já foram instalados desde o ano passado e têm uma vida útil de mais de 20 anos. Dedé Duquesa ressaltou que todos os investimentos feitos na infraestrutura da sede apontam para a valorização do patrimônio, que tornam a sede da CDL de Iguatu, a mais moderna do interior do Ceará.

Freitas Cordeiro parabenizou a iniciativa do encontro e acrescentou, “Esse momento aqui é rico, esse planejamento, porque na nossa vida, tudo parte de um planejamento, então uma entidade que não se planeja, pouco ela vai fazer, e eu quero parabenizar o presidente Dedé por permanecer com esse projeto”, enfatizou. Na abordagem do tema da palestra, Freitas Cordeiro elencou que trata-se de um olhar sobre a empresa como um todo, o que ele classifica como ‘Visão Sistêmica’. “Para entender a empresa, o empresário precisa compreender o processo, nele estão inseridos todos os setores, e todos eles têm que ser vistos, porque um depende do outro”.O palestrante enfatizou que é primordial ouvir sempre a equipe da empresa, porque ela é a mais fiel fonte de informação. “As decisões ficam mais fáceis quando você trabalha com a visão sistêmica, as respostas são muito mais eficientes”. Em resumo, segundo Freitas, “Visão sistêmica é quando você pensa, entende e facilita, amplia, trabalha, estabelece e possibilita”.

 Ainda durante a palestra, Freitas Cordeiro chamou a atenção para uma realidade, a digital. “Não podemos esperar o futuro digital, porque já estamos no mundo digital, é o presente digital”. A era dos smartphones, segundo Freitas é a revolução, porque com esses equipamentos é possível fazer tudo, negócios, comprar, vender, prospectar, solicitar serviços. Segundo o palestrante, o empresário que não se adaptar a essa realidade tecnológica do mundo digital estará fora do mundo dos negócios. Ele concluiu dizendo que “Só em estarmos aqui já estamos fazendo o diferencial, portanto, não fechem as portas, não fechem as cabeças e olhem suas empresas sistematicamente, um olhar sistêmico, como um todo”,encerrou.

Comente aqui sobre essa matéria.