Por meio de nota oficial lançada no início da tarde desta sexta-feira (18), o Ceará condenou os atos racistas por parte de um torcedor do Santos contra o volante Fabinho, no duelo entre cearenses e santistas na última quinta-feira (17), na Vila Belmiro. A acusação foi feita pelo meia Thiago Galhardo, que também afirmou ter escutado insultos xenofóbicos.

“O Ceará Sporting Club repudia os atos racistas e xenofóbicos, e se solidariza com os jogadores alvinegros”, afirmou.

Após sofrer a virada e perder por 2 a 1 para o Santos, na Vila Belmiro, o meia Thiago Galhardo lamentou a postura de um torcedor do Peixe que teria insultado Fabinho com xingamentos racistas e xingado o grupo com palavras de xenofobia.

“Sabemos que as atitudes de pessoas como essas não refletem o pensamento da massa santista e nem dos verdadeiros amantes do esporte. Que estes atos sejam extintos do futebol. Estamos tomando as devidas providências”, encerrou.

Também por meio de nota, o Santos repudiou o ato e chamou a atitude de seu torcedor de “absolutamente repugnante e inaceitável”.

Fonte: Diário do Nordeste