Tradicional nesse período de festas, a brincadeira de trocar persentes em confraternizações ganha variações inusitadas e para todos os gostos

Diversão

O período de confraternizações natalinas chegou e a tradicional brincadeira de trocar presentes, o amigo secreto – ou oculto -, pode ganhar diferentes formatos e dinâmicas. Em grupos de amigos, famílias ou em empresas, a brincadeira adquire temáticas divertidas e agradáveis.

O advogado Yuri Medeiros, 23, participa de um amigo oculto bem diferente do tradicional. Ele e mais de 100 pessoas de diferentes regiões do País trocam presentes que são típicos de cada estado. “Já ganhei um copo decorado para tomar chimarrão, de um rapaz do Rio Grande do Sul, e um artesanato típico do Espírito Santo”, cita. Ele participa de uma competição anual de empreendedorismo, em Brasília, onde se reúnem pessoas dos vários cantos do Brasil. Por isso o grande número de pessoas na brincadeira.

Já a estudante Rafaella Girão, 26, participou de um amigo oculto divertido e inovador: um amigo erótico. Ela, que tirou a supervisora, conta que ficou preocupada com o presente. “Acabou sendo divertido. Eu indico, pois é uma forma de trabalhar a questão dos tabus sexuais”, afirma. Entre os presentes compartilhados na brincadeira, teve de fantasia de bombeiro a máscaras e chicotes.

Também ganha adesão os modelos de amigo oculto sustentável. No “amigo verde”, os participantes reaproveitam materiais recicláveis e produzem o presente.

Amigo doce

Os presentes são chocolates ou itens doces. Os participantes podem estipular valores mínimos e o que gostariam de ganhar.

Amigo econômico

Ideal para grupos que não querem gastar muito com presentes: um valor máximo deve ser acordado e os participantes devem ter criatividade para escolher itens baratos, mas legais.

Amigo literário

Os presentes são livros e itens de leitura. Os participantes podem optar por fazer a troca de livros que já tenham lido.

Amigo cachaceiro

Podem ser dados vinhos, cervejas artesanais, cachaças e outras bebidas.

Amigo erótico

O presente pode variar de acordo com a intimidade e proximidade com o sorteado.

Amigo ladrão

Nesse modelo, o sorteio deve acontecer na hora da entrega dos presentes. Cada pessoa recebe um número para iniciar a escolha dos presentes. A partir do segundo participante, os presentes podem ser trocados, mas nunca abertos. O último pode ficar com o último pacote ou “roubar” o presente que já foi escolhido.

Amigo mensagem

Ideal também para grupos que não querem gastar com presente. Os participantes trocam cartões ou cartas.

 

Fonte: O Povo