No próximo 28 de junho, 35 professores de inglês da rede pública de ensino do Estado do Ceará embarcam para os Estados Unidos para intercâmbio linguístico e cultural na área de magistério. Os docentes cearenses instalam-se no estado do Kansas e terão aulas em duas universidades: University of Kansas e Kansas State University. O curso dura seis semanas.

Todas as despesas, como passagens aéreas, visto, translado no país, alimentação e estadia serão custeados pelo Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores de Língua Inglesa nos EUA (PDPI). A iniciativa é da Fulbright, organização internacional, e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Professor da Escola Estadual de Educação Profissional Jaime Alencar de Oliveira, Allison Oliveira viaja para a University of Kansas. Lá, ele deve estudar e aperfeiçoar metodologias de ensino. De acordo com ele, o Programa orienta a multiplicação do aprendizado nos EUA no retorno às escolas de origem.

Aqueles a ficarem na Kansas State University receberão instruções de aperfeiçoamento do inglês. O local é destino aos que se encaixam em nível intermediário. “É necessário se atualizar. A forma como nos comunicamos muda muito. As metodologias também mudam. Quando saímos da universidade, a gente estaciona”. A oportunidade de reciclagem vem agora na universidade americana, como reflete Allison.

“Com toda essa crise de investimento na educação, é importante que esses investimentos sejam mantidos. Meu medo é de que isso não ocorra nos próximos anos. Espero que não seja a última vez e que isso continue”, anseia o professor fazendo referência aos cortes no Ministério da Educação e no Capes.

No total, 486 bolsas foram oferecidas em todo o País. Os professores brasileiros encontram-se em São Paulo dois dias antes de partir rumo aos EUA. Lá, recebem instruções necessárias para o intercâmbio.

Enquanto isso, os educadores cearenses selecionados aguardam a liberação da Secretaria da Educação do Ceará (Seduc) para realizar a viagem.

Fonte: O Povo