Todos os cidadãos maiores de 16 anos de idade e que estejam com seu título em situação regular perante a Justiça Eleitoral poderão votar neste domingo (6/10) e escolher os novos Conselheiros Tutelares que deverão atuar no âmbito do município de Iguatu na defesa e proteção das crianças e adolescentes. A eleição ocorre de forma simultânea em todo país.

A votação não é obrigatória e pode ter sessões distintas das eleições para cargos do Poder Executivo ou Legislativo. Serão escolhidos 05 Conselheiros Tutelares – outros 05 ficam como suplentes. Estes candidatos realizaram ampla campanha de divulgações das propostas e intenções para as vagas.

Em 2019 o processo vem sendo marcado por uma polarização e disputas envolvendo profissionais de áreas diversas, além do apelo religioso e político que inundaram as redes sociais recentemente.

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CDMCA) coordena todo o processo de inscrições, seleção de candidatos, além de organizar debates e entrevistas em emissoras de rádio deste município.

No último mês de setembro, o Ministério Público do Ceará (MPCE), por meio da 3ª Promotoria de Justiça de Iguatu, recebeu denúncias informando que possíveis candidatos ao Conselho Tutelar estariam sendo “apoiados” por vereadores e pelo atual prefeito. O MPCE expediu uma recomendação aos acusados para que não vinculem suas imagens a qualquer candidato ao cargo de conselheiro tutelar no município.

É possível identificar em algumas redes sociais vários perfis de candidatos ligados a lideranças religiosas ou filiados a partidos políticos, utilizando o Conselho como teste para tentar no futuro uma vaga em câmaras municipais.

CONFIRA AQUI OS LOCAIS DE VOTAÇÃO EM IGUATU