Como um ambiente de trocas, articulações e encontros, a Rede Cearense de Cultura Viva é espaço de lutas e de encantamento por meio da arte. Os grupos, coletivos e entidades que a compõem terão, na primeira edição da Teia Cearense dos Pontos de Cultura, mais um espaço para celebrar a produção cultural cearense. O evento acontece a partir da próxima sexta, 29, e também discute a Política Estadual Cultura Viva, tornada lei ano passado. Toda a programação acontece no Dragão do Mar.

Em sua primeira edição, o evento traz como tema “Toda Vida Importa”. “A Teia quer trabalhar essa vivência cultural pulsante que está nas favelas, nos grupos indígenas e africanos, na comunidade cigana e LGBT, dentre outros”, explica Mirna Carla, da Comissão Cearense dos Pontos de Cultura. “O programa tem esse foco nas minorias, e busca destacar toda essa produção que é feita onde a política pública pouco chega. O Cultura Viva vem mostrar pra sociedade que há muita cidadania transformada pela arte no Estado”, pontua.

A programação conta com apresentações de teatro, circo, música, dança, mostra audiovisual, literatura, além de feira de economia criativa e solidária. “Estão todos fazendo sua parte, propondo diferentes expressões artísticas, mas também dando seu recado político por meio da arte e da cultura”, Mirna destaca. Para os dois dias de evento, estão programadas 12 apresentações nas quais participam pelo menos 20 pontos de cultura de diferentes municípios como Crato, Juazeiro do Norte e Itapajé.

A abertura do evento é marcada pela mesa “Cultura Viva – Toda Vida Importa”, que propõe o debate em torno dos rumos dos Pontos de Cultura na atualidade. “O maior desafio em face do cenário político recente envolve o desmonte das políticas públicas de cultura. Não existe diálogo entre a atual gestão federal e o Programa Cultura Viva, por isso esse é nosso momento de mostrar resistência”, destaca Mirna, que é representante estadual dos Pontos de Cultura do Ceará.

Para Valéria Cordeiro, Coordenadora de Artes e Cidadania Cultural da Secretaria de Cultura do Estado (Secult), o evento é um momento para discutir os desafios para a Rede Cultura Viva do Ceará. “O mais importante é a disposição de escutar, entender e realizar as ações possíveis de forma mais planejada”, afirma.

Na sexta, 30, a Companhia Vidança apresenta o espetáculo Tambatuque Dasmarias nos terreiros de Sol e Lua, uma releitura da mulher rendeira do litoral cearense. O espetáculo explora o coco de roda, dança tradicional do Nordeste e influenciada pela cultura negra e indígena no Brasil. “Trabalhamos o corpo brincante, dançante. É um espetáculo que aproxima muitas linguagens artísticas e reúne pesquisas do grupo em cultura popular”, conta Anália Timbó, que dirige a Associação Vidança, Ponto de Cultura que existe desde 1981.

No sábado, 30, a Teia apresenta a mesa “Interseções entre políticas públicas de cultura, educação, esporte, juventude, desenvolvimento agrário, ciência e tecnologia”. O debate reúne representantes de várias secretarias do Estado e discute a iniciativas de direitos humanos, arte, cultura, saúde, religiosidade e educação. “O evento traz, para além das vocações artísticas, as práticas culturais de seus territórios, suas lutas, conquistas”, pontua.

1ª Teia Cearense dos Pontos de Cultura

Quando: sexta, 29, a partir das 15h, e sábado, 30, a partir de 8h

Onde: Centro Dragão do Mar (rua Dragão do Mar, 81- Praia de Iracema)

Gratuito

Telefone: 3488 8600

Destaques da programação
29/03 (SEXTA-FEIRA)

13h

Acolhida

Local: Auditório

15h30 às 17h

Mesa “Panorama do Cultura Viva no Ceará, no Brasil e na América Latina”

Local: Auditório

19h

Tambatuque dasmarias nos terreiros de Sol e Lua

Local: Palco Rogaciano Leite

21h15

“Juazeiro Encantado”

Local: Novo Anfiteatro

17h às 21

Feira Solidária Criativa

Local: Praça do Avião

30/03 (SÁBADO)

8h às 9h30

Mesa “Culturas-Vivas Latino-americanas: articulações e perspectivas”

Local: Auditório

14h às 16h

Mesa “Interseções entre políticas públicas de cultura, educação, esporte, juventude, desenvolvimento agrário, ciência e tecnologia”.

Local: Auditório

16h às 18

Mostra Curta Cultura Viva Caleidoscópio

Local: Miniauditório do Museu da Cultura Cearense (MCC)

17h

Circo Alegria

Local: Palco Rogaciano Leite

19h45

Bumba Meu Boi Ceará

Local: Palco Rogaciano Leite

21h15

Xaxado

Local: Anfiteatro Sérgio Motta

22h – Corpos da Seca

Local:Praça do Avião

17h às 21h

Feira Solidária Criativa

Local: Praça do Avião

Fonte: O Povo