Entre os dias 21 e 23 de novembro, o Centro de Gastronomia Rita Araújo da Silva, em Juazeiro do Norte, será palco do 1º Festival Juazeiro do Norte de Música do Nordeste. A iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura (Secult) terá caráter competitivo e de abrangência nacional, incluindo diversos gêneros da cena artística e musical nordestina, trazendo uma diversificada variação de estilos como maracatu, rock, xote e manguebeat.

Ao todo, foram inscritos neste processo um total de 120 participantes de vários estados e de todas as regiões do país, entre estes, 20 foram classificados e irão concorrer nas categorias melhor intérprete, melhor arranjo, com prêmio de R$ 2 mil, e às premiações do 1°, 2° e 3° lugar, no valor R$ 8 mil, R$ 5 mil e R$ 3 mil, respectivamente.

Um dos destaques na realização do evento foi a criação de um edital de contratação de uma Organização da Sociedade Civil que resultou na seleção do Instituto Assum Preto de Arte, Cultura e Meio Ambiente, que será responsável por cooperar com as atividades do festival. De acordo com a diretora de projetos políticas culturais da Secult, Maria Carvalho, esta foi uma forma de garantir maior democratização nas ações durante evento.

No período que antecede o festival serão também realizadas atividades temáticas, como a roda de conversa “O Som do Cariri – do Pífano à Guitarra”, no auditório da Fundação Memorial Padre Cícero e as exposições gastronômicas e de artesanato com a Feira Cariri Criativo.

A programação também terá oficinas técnicas voltadas para o segmento musical, entre elas, a de composição de letras Palavras Cantadas, ministrada pelo Movimento Mineiro Clube da Esquina, com participação de Márcio Borges e Telo Borges, parceiros de Milton Nascimento. A expectativa é de que o Festival seja incorporado no calendário de eventos do Município.

Fonte: Diário Cariri