Foi lançado no auditório do Sebrae, o programa ‘Desenvolve Iguatu’. Trata-se de um cronograma de treinamentos temáticos direcionados para empresários, lojistas, gerentes, vendedores e outros executivos do varejo, objetivando diagnosticar e resolver problemas na área de gestão das empresas.

O lançamento aconteceu em parceria firmada com a Câmara de Dirigentes Lojistas-CDL de Iguatu, com os chamados ‘pitches’, mini palestras temáticas, com no máximo 10 minutos, e debates envolvendo os participantes e os consultores da entidade.

A CDL foi representada pela coordenadora do setor de cursos, Aurineide Cabral.

O evento se apresentou com um formato diferente do habitual, quando cada palestrante expôs seu conteúdo e após a rodada de quatro palestras, todos foram para outra sala, onde foi criado um ambiente de debate sobre os temas abordados, sendo que os próprios palestrantes foram os mediadores. E cada palestrante circulou nas quatro mesas montadas em forma de ilhas com a duração de 15 minutos em cada mesa. Os empresários, gerentes de empresas, vendedores e outros envolvidos aprovaram o novo formato.

Gestão de empresas

Elizângela Andrade, articuladora regional do Sebrae, ressaltou que a ideia foi impactar o empresariado com o novo formato de treinamento. “Precisamos inovar, inclusive nesta área do treinamento e qualificação, não podemos continuar oferecendo mais do mesmo, não é verdade?”, lembrou.

Segundo a articuladora, foram aperitivos de temáticas objetivando despertar nos empresários a importância dos ‘eixos’ estratégicos para a gestão das empresas.

Neyla Primo, articuladora do Sebrae no território Iguatu, lembrou que além de treinar os empresários o Sebrae vai também produzir diagnósticos das empresas.

As minipalestras abordaram temas mais relevantes: ‘Processos’, ‘Marketing e Relacionamentos’, ‘Finanças’ e ‘Vendas’. Os palestrantes foram: Adriano Torres (Atendimento e Vendas), Isabela Freitas (Gestão e Finanças), Marcelo Leite (Processos) e Neyla Primo (Marketing e Vendas).ólio

De acordo com Elizângela, a melhor proposta do projeto é que as empresas vão poder receber consultorias nas áreas específicas sendo subsidiadas com 80% do valor cobrado pelo Sebrae. Ela informou que além desses temas o Sebrae possui um amplo portfólio com ferramentas adequadas para atacar os problemas mais ‘gritantes’, como Recursos Humanos, Design, Layout, Planilha de custos, Estrutura da loja. “Neste evento a intenção foi trazer à luz do debate aquele setor da empresa, onde o empresário percebe ter mais dificuldade”, afirmou Neyla Primo.

Ainda de acordo com Neyla Primo, já existe um cronograma elaborado com agenda de sete cursos e treinamentos para acontecerem até o mês de novembro. Segundo ela, a cada mês será uma capacitação diferente.

Fonte: Diário Centro Sul