Nas proximidades do posto de saúde da Vila Neuma em Iguatu na sexta-feira, 15, uma pessoa foi presa por tráfico de drogas.

O suspeito foi abordado pela polícia com R$ 21,00 e quatro papelotes de maconha. Na casa dele foram encontrados mais três trouxinhas de maconha e nove trouxinhas de cocaína.

A Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu recebeu o caso.

Polícias e Vigilância Sanitária fecham abatedouros clandestinos

Na sexta-feira, 15, uma operação conjunta das polícias Civil e Militar foram fechados abatedouros clandestinos que funcionavam na localidade de sítio Araras, próxima ao bairro Vila Moura. A operação contou com a presença do delegado Wesley Alves Araújo e do coordenador da Vigilância Sanitária, Samuel Bezerra. Vários policiais civis e militares deram cobertura ao trabalho de combate ao abate clandestino de animais, que eram destinados para consumo humano. Um veterinário escalado pela Vigilância também acompanhou a operação.

Os fiscais flagraram inclusive alguns homens que estavam limpando animais da raça suína que haviam sido abatidos há pouco tempo. Vários animais abatidos e amontoados no chão, deixando a carne em condições totalmente impróprias para consumo. Além desses agravantes, os acusados do abate clandestino não usavam roupas apropriadas recomendadas pelos órgãos de inspeção sanitária, para o manuseio de animais abatidos para consumo.

A Vigilância e os policiais constataram que o local não oferece as mínimas condições sanitárias de higiene. Os animais abatidos eram colocados no chão, não havia local para drenar a água usada para limpar as carcaças, ficando água a céu aberto, exalando mau cheiro e atraindo urubus, as ferramentas utilizadas para abater e tratar os animais, totalmente inadequadas e com sinais de sujeira, o que faz aumentar os riscos de contaminação.

Os animais abatidos, ferramentas e outros objetos usados no abatedouro foram apreendidos e levados para a Delegacia Regional de Polícia Civil.

Os acusados da prática serão responsabilizados e vão responder criminalmente. Agora a Polícia Civil, responsável pelas investigações e a Vigilância Sanitária, da fiscalização, vão tentar rastrear o caminho percorrido pela carne produzida, para saber o destino, se essa carne ficava na localidade, ou se estava sendo comercializada em outras regiões.

O local funcionava há oito anos.

Mercantil é alvo de assalto

Na Rua 12 de Outubro, no bairro Flores, zona urbana de Iguatu, um mercantil foi alvo de assalto. O crime ocorreu por volta das 13h47 do sábado.

Dois homens usando capacetes, conduzindo uma moto vermelha, armados de revólver, anunciaram o assalto, subtraindo a quantia de R$ 8mil e dois aparelhos celulares.

A polícia investiga o caso.

Polícia efetua prisão por violência doméstica

Na Rua João Monteiro, no Bairro Santo Antônio, em Iguatu por volta das 16h do domingo, 17, uma pessoa foi presa por crime de violência doméstica em Iguatu.

Prontamente, a VTR 1037 dirigiu-se ao local e encontrou a vítima que informou ter sido ameaçada de morte pelo ex-companheiro.

O suspeito estava nas proximidades do imóvel e não ofereceu resistência à prisão, e acabou sendo conduzido até a Delegacia de Polícia.

Em Iguatu polícia efetua prisão por embriaguez ao volante
Por volta das 13h30 do domingo, 17, na rua 12 de Outubro, bairro Tabuleiro, em Iguatu uma pessoa foi presa por embriaguez ao volante e provocar acidente.

Um idoso dirigia um Fiat/Palio quando colidiu numa árvore e ao ser abordado apresentava sinais de embriaguez, conforme a polícia. O idoso foi conduzido até o posto da PRE para realizar o teste do bafômetro onde foi constatado a infração.

A Delegacia de Polícia Civil recebeu o caso.

Fonte: Delegacia Regional de Polícia Civil

Comente aqui sobre essa matéria.