O Hospital Regional de Iguatu passará a ser administrado pela Ordem dos Clérigos Regulares Ministros dos Enfermos, também chamados Camilianos. Com o objetivo de reestruturar o equipamento e ofertar uma saúde de qualidade a todos, o Governo do Estado incluiu os Padres Camilos na administração do Hospital.

Fundada em 1590 pelo religioso italiano São Camilo de Lellis, os Padres Camilos, formam uma ordem religiosa católica, no qual tem seu objetivo maior à assistência espiritual e corporal dos doentes, ajudando milhares e milhares de pessoas ao redor do mundo. O anúncio foi feito na presença do Prefeito de Iguatu, Ednaldo Lavor e do Presidente Nacional da Sociedade São Camilo, Padre João Batista, entre outros dirigentes da entidade.

Segundo o Prefeito Ednaldo Lavor, o conhecimento e a experiência que esses Padres possuem, irão ajudar bastante na organização e desenvolvimento do Hospital. “Os Camilianos estão a bastante tempo ajudando e organizando hospitais ao redor do mundo, eles possuem um conhecimento inquestionável a respeito da administração de unidades deste tipo, por isso, não tenho dúvidas que eles irão ajudar a nossa população a ter um melhor sistema de saúde”, ressaltou o prefeito.

Relembre

No ano de 2013 o Município de Iguatu e a Sociedade Beneficente celebraram uma parceria de 20 anos, porém com um ano o acordo foi quebrado em meio a alegativa da época de falta de repasses ente o ente público e filantrópico. A gestão dos hospitais pelas fundações é uma tendência atual e vem ocorrendo com êxito em várias regiões do País. No Ceará os exemplos vêm das cidades de Crato, Itapipoca, Tianguá, Tauá e Fortaleza.

É espado que um projeto de lei oriundo do executivo seja enviado a Câmara Municipal de Iguatu no objetivo oficializar a nuances da parceria que ocorrerá no modelo de convênio. Quando a projeto chegar ao legislativo a matéria para passar terá que tramitar pelas comissões competentes assim como obter em duas votações aprovação de 2/3 da casa.

Da redação