Para 2020, as feiras de agricultura de base familiar vão ser fortalecidas mediante os resultados positivos obtidos em 2019. As feiras são promovidas pelas secretarias do Trabalho e Assistência Social e da Agricultura. É a oportunidade de expor e vender os itens que compõe a agricultura familiar (frutas, verduras, legumes, carnes, aves), além de comidas típicas (bolos, doces e salgados, buchada, cuscuz e paçoca), o artesanato.

O agricultor Luís Costa, disse que passou a levar para a feira frutas e verduras, produzidas sem uso de agrotóxico. “Agente vende tudo”, disse. “É uma renda a mais para a família”. A dona de casa Lúcia Lima, faz bolos e doces e vende a produção nas feirinhas. “Para mim está dando certo, tá bom demais”, pontuou.

A Feira da Agricultura Familiar de Cedro (Feagri) chega à sua 17ª edição, movimentando cerca 170 mil reais, que é realizada a cada mês, na cidade. “É um potencial que tínhamos e não era explorado”, pontuou a secretária do Trabalho e Assistência Social, Luciana Vieira.

Estabelecer novas parcerias, capacitar e fortalecer a produção na zona rural são fatores determinantes para o desenvolvimento do empreendedorismo em Cedro. Levantamento do secretário de Agricultura Manoel Bezerra indica que as feiras nos distritos totalizaram R$ 280 mil em 2019.

Fonte: Diário Centro Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário
Por favor digite seu nome