Em meio ao barulho e movimentação do sábado no centro de Iguatu uma cena chama a atenção: um grupo de estudantes abordando as pessoas e oferendo a leitura de uma poesia e um doce, um gesto de gentileza.

Essa é uma ação do projeto “Doce Poesia”, desenvolvido pelo professor José Roberto Duarte e seus alunos da Escola Modelo de Iguatu.

A proposta é oferecer uma ação diferente, que tenha impacto tanto em quem recebe as poesias, quanto em quem as oferece.

O grupo de alunos partiu da Praça da Caixa e percorreu ruas do centro, até a Praça da Matriz.

“O projeto surgiu dentro de sala de aula, da necessidade dos alunos de compartilhar conhecimento”, explica José Roberto, que também destaca que os alunos recitam tanto poemas conhecidos quanto autorais. Segundo o professor, outro objetivo do projeto é incentivar no público a cultura da leitura, já que, segundo ele, “nesses tempos tão difíceis em que ler parece até um ato subversivo”. Sobre o chocolate ele também explica que é uma forma de prestar uma gentileza ao público.

Cecília Sobreira, aluna do primeiro ano e natural de Lima Campos, em Icó, afirma ser uma forma de conhecer mais do centro de Iguatu e também uma maneira de levar uma palavra de esperança a quem ouve as poesias. Ela cita o Papa Francisco, ao lembrar que “às vezes um sorriso muda a vida de uma pessoa”.

Alcance do projeto

Segundo o professor José Roberto Duarte participam do projeto cerca de 80 alunos, cada um com 10 poesias, alcançando cerca de 800 pessoas ao todo e oferecendo uma cena diferente no centro da cidade.

*por Jan Messias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário
Por favor digite seu nome