Lotados durante todo o ano em dias de jogos do Campeonato Brasileiro, bares e restaurantes tradicionais em que amigos se reúnem para assistir às partidas não poderiam estar diferentes na Copa do Mundo. Centenas de torcedores da Seleção Brasileira nem piscavam na fase de grupos do torneio mundial.

Mesmo com o horário pouco convidativo, os iguatuenses mantiveram a tradição e lotaram os bares da cidade que apostaram no duelo contra a Servia. Mesas cheias e expectativa grande para que o Brasil vencesse enfim seu primeiro jogo pelo Mundial da Rússia, não necessariamente com a tradicional companhia da cervejinha gelada, poupada pelo horário e pelo trabalho para quem teve que cumprir expediente à tarde.

Nos bares da cidade, não houve correria para deixar tudo organizado. Os empresários e gerentes donos dos principais estabelecimentos comerciais preparam ambientes mais amplos, TVs, telões, atrações musicais e comidas.

O Resenha Esporte Bar carrega em seu nome o espírito do esporte. Para atrair o consumidor, tem como gênero musical o pagode.  “Essa será a primeira vez que o Resenha vai celebrar uma Copa do Mundo e a gente quer que as pessoas se sintam bem à vontade com o ambiente climatizado. O espaço está sendo todo decorado, com três TVs onde o público confere o jogo. A nossa expectativa é atrair muitas pessoas”, comentou Valter Bezerra, gerente do estabelecimento na Av. Agenor Araújo.

Outra opção para os torcedores é o The Beer, no Bairro Prado, que vem atraindo os clientes com pratos e petiscos especiais. “Estamos fazendo enquetes nas redes sociais pra saber o que preferem os clientes; se samba ou forró. Acredito que os nossos diferenciais sãos os pratos e tira-gostos tradicionais do nosso cardápio”, pontuou o proprietário Ícaro Teixeira.

Para quem procura espaço amplo e grande visão do jogo, a AABB tem o seu público. “Estamos com um telão de 300 polegadas e de qualidade na visualização. E a cozinha funcionado a todo vapor junto com o bar”, lembrou Roberto Lopes, coordenador do clube. 

Copa Solidária

No Eventum Buffet, o Rotary Club Iguatu Planalto promove a Copa Solidária. Aos torcedores que quiserem unir a paixão pelo futebol com a oportunidade de ajudar o próximo, os membros do clube de serviço comercializam as entradas para assistir aos jogos em troca de camisa e artigos personalizados da copa. “Quem adquirir a entrada acima de tudo vai estar colaborando diretamente com os projetos desenvolvidos de caráter único e exclusivo social”, disse o presidente do Rotary, Zaqueu Quirino.

De maneira tímida as ruas da cidade passaram por pinturas em verde e amarelo –

Ruas

Uma das práticas mais tradicionais do povo brasileiro antes de edições de Copa do Mundo está de volta. Apesar do maior trauma futebolístico do Brasil – a derrota por 7 a 1 para a Alemanha – ainda está recente, torcedores em alguns endereços pelo território nacional se mobilizam para pintar o asfalto e pendurar bandeirinhas para torcer pela Seleção no Mundial da Rússia.

“Demorou, mas aconteceu. A arrumação da rua para a Copa começou semana passada. Agora estamos prontos para torcer para o Brasil”, disse o iguatuense Everson Pacheco, na Major Pedro Alcântara, no Bairro 7 de Setembro. O sentimento dele é compartilhado por muitos da cidade, que acreditam que os preparativos para esta Copa estão mais modestos e também atrasados.

Rua 12 de outubro, Vila Cidao e Bairro Areias foram outros pontos que timidamente registraram ornamentações nas vias. “Aproveitamos a decoração da copa passada e repintamos os desenhos antigos só pra não passar em branco”, afirmou Regilane Amorim, moradora da Vila Cidao.

Assistindo na calçada de casa ou em estabelecimentos comerciais, a paixão pelo futebol, jogos de qualidade e até mesmo pela seleção, pelo que foi visto nos primeiros compromissos da equipe verde e amarela ainda mechem com o sentimento do torcedor local.

Os moradores das ruas enfeitadas optam por assistir ao jogo com a Tv em suas calçadas –