Os municípios de Palhano e Russas, no Baixo Vale do Jaguaribe, têm registrado tremores de terra mais intensos nos últimos dois dias. A constatação foi feita pelo Laboratório de Sismologia da Universidade do Rio Grande do Norte (LabSis/UFRN). Os tremores são constatados desde novembro do ano passado, mas, pela reduzida magnitude, não são sentidos pela população.

Nesta quinta-feira (9), foram registrados 30 tremores e, nesta sexta-feira (10), 31 eventos até o início da noite. O de maior magnitude na região, no atual ciclo de tremores, foi de 2,1 graus na Escala Richter, observado às 16h50 desta sexta-feira, 10.

“Os tremores variaram, até agora, entre 1,2 graus e 2,1 graus, mas podem aumentar e podem cessar, pois não há como prever”, explicou o geofísico do Labsis/UFRN, Eduardo Menezes. “Já enviamos nota de alerta para a Defesa Civil do Ceará”.

Em novembro de 2019, foi instalada uma estação de monitoramento na região e, diante da continuidade dos eventos em dezembro de 2019, foram implantadas mais oito estações. “O que nos desperta a atenção é a quantidade de tremores, embora de magnitude reduzida”, pontuou Eduardo Menezes.

Fonte: Diário Centro Sul