(Foto:Divulgação)
Foi firmado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre o Ministério Público Federal e o Município de Iguatu a fim de regularizar o transporte público escolar da rede municipal de ensino no último dia 23 de agosto de 2013.

O Ministério Público do Estado do Ceará através dos promotores da Comarca Local receberam nos primeiros meses do ano de 2014 uma série de reclamações quanto ao possível descumprimento do TAC. Pais e mães de alunos afirmavam que as crianças estariam sem estudar por ausência desse transporte.

Conforme documento assinado por outros procuradores municipais representando as comarcas circunvizinhas que também debatiam o assunto, a Procuradoria da República em Juazeiro do Norte estabeleceu o valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais) como multa caso não sejam respeitados os termos do TAC. 

A Promotoria de Justiça de Iguatu informou a reportagem da Rádio Mais FM que o caso já foi solucionado na sede e zona rural do município, pois a Secretaria Municipal de Educação confirmou a contratação de profissionais para atenderem a demanda atual. Não tendo recebido mais denúncias na sede do MP, o caso segui em sua normalidade.

Já a Rádio Mais FM foi procurada por uma ouvinte moradora do Sítio Logradouro, Distrito de Alencar que afirma ter uma filha de 3 anos de idade que estuda na creche de Alencar, mas está sem frequentar as aulas porque não tem carro para os alunos do Logradouro.

Segundo informações por telefone da Secretária Municipal de Educação Sra. Benildes Uchoa, todo o município está coberto com o transporte escolar, incluindo sede e zona rural. Ela informou ainda que foi feito um novo reordenamento de rotas para algumas comunidades, mas que nenhuma localidade está sem transporte. A secretaria garantiu que irá contactar a ouvinte e vai explicar para ela que o transporte está passando por lá normalmente, mas que pode ter havido uma falha de informações.