O projeto Rede de Atenção a Mulheres, Crianças e Adolescentes em Situação de Violência do Ceará, que articula a organização de um grupo de representantes de diversos órgãos que possam contribuir com políticas de saúde para o enfrentamento à violência contra um público vulnerável, será lançado nos dias 18 e 19 de novembro.

A apresentação do projeto acontece na Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP) e faz parte da programação do Seminário Fortalecendo Redes Solidárias no Enfrentamento à Violência contra a Mulher. As inscrições podem ser feitas por qualquer pessoa que tenha interesse no tema.

O seminário é realizado pela ESP, em parceria com a Universidade Regional do Cariri (Urca) e a Casa Lilás. Clique aqui e faça sua inscrição

Grupo Gestor
A rede é formada por um grupo gestor com representantes da ESP/CE, da Coordenadoria de Políticas e Atenção à Saúde, Coordenadoria de Vigilância em Saúde, Conselho Estadual de Saúde, Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH). Também estão envolvidos alguns hospitais da rede estadual e federal, como a Maternidade Escola Assis Chateaubriand (Meac) e Hospital Geral de Fortaleza (HGF).

Além de uma rede intersetorial, formada por Vice-Governadoria do Estado do Ceará, Casa da Mulher Brasileira, Secretaria de Proteção Social, Justiça, Mulheres e Direitos Humanos, Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), Secretaria da Educação (Seduc) e Conselho Regional de Medicina.

Serviço:
Fortalecendo Redes Solidárias no Enfrentamento à Violência contra a Mulher
Data: 18 e 19 de Novembro
Horário: 8 às 16 horas
Local: Escola de Saúde Pública do Ceará (Av. Antônio Justa, 3161, Meireles)

Fonte: Governo do Estado do Ceará