De acordo com a Sesa, óbito ocorreu no município de Icó. Apesar do aumento, total de mortes no Estado teve redução de 77% em relação ao mesmo período do ano passado

Subiu para dois o número de óbitos por dengue registrados no Ceará em 2016. De acordo com o novo epidemiológico da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), divulgado nesta sexta-feira (6), mais uma morte foi confirmada na última semana, no município de Icó.

Ainda há 17 óbitos em investigação.

Apesar do aumento em relação à semana passada, a Sesa afirma que o total de óbitos registrados até o momento teve redução de 77% se comparado ao do mesmo período de 2015. No ano passado, foram confirmadas nove mortes.

Em todo o Estado, a Sesa identificou 6.477 casos de dengue em 124 cidades. . O órgão afirmou que houve aumento em relação ao ano passado, mas não informou de quanto foi a elevação. Do total de casos, seis foram de Dengue Grave (DG) e 30 de Dengue com Sinais de Alarme (DCSA). No mesmo período de 2015, foram confirmados 27 casos de DG e 168 de DCSA.

Fortaleza é o município com o maior número de ocorrência, somando 2.589 casos. Em segundo lugar, vem a cidade de Icó (793 casos) e, depois, Taúa (482). Conforme a Sesa, o sorotipo viral predominante no Estado é o DENV1.

Fonte: Diário do Nordeste