A vice-governadora Izolda Cela participou na Câmara Federal, em Brasília, da audiência proposta pela Frente Parlamentar Mista da Educação. O tema do ciclo de debates da Frente foi “O ensino médio e a experiência do Ceará”. O encontro foi realizado nesta quarta-feira (2) e teve à frente o deputado federal Idilvan Alencar. Além de Izolda Cela, o debate teve a participação de representantes da educação do Estado do Ceará, a diretora Adriana Almeida da escola de Tempo Integral Irapuan Cavalcante Pinheiro, localizada em Fortaleza, e a diretora Ana Emilia Dias, da escola profissionalizante Lysia Pimentel Gomes, localizada em Sobral.

Durante sua palestra na Comissão, a vice-governadora destacou para os parlamentares as ações do Governo do Ceará realizada nos últimos anos para a melhoria da educação do Estado, entre elas estão a implantação das escolas de tempo integral, as experiências positivas na gestão com diretores escolares e as transformações nas escolas, além da importância das escolas profissionalizantes.

“A escola de Tempo Integral é uma agenda do Governo do Ceará, que realizamos com muito esforço e com muito empenho, para pouco a pouco vencer as dificuldades e expandir a matrícula em tempo integral. E registro que penso que essa deva ser uma agenda também do Governo Federal, uma agenda nacional. Vemos que estudos, que evidências mostram que mais tempo na escola com um bom projeto pedagógico faz uma diferença na escolarização dos estudantes. Os alunos precisam de uma retaguarda da escola para superar essas lacunas na leitura, na matemática, que eles ainda apresentam quando chegam no ensino médio”, destacou Izolda Cela

Izolda Cela também destacou os resultados do estudo “ Excelência com equidade” que selecionou escolas que atendem jovens de baixo nível socioeconômico, que têm 95% de aprovação, notas no Enem acima da média nacional e notas mínimas de 275 e 300 no Saeb. Das 100 escolas no Brasil que atingem esses critérios, 55 são do Ceará.

“Essa série de estudos desenvolvidos traz esse relatório sobre o ensino médio e isso é uma coisa muito bacana, pois são escolas que, apesar das adversidades, elas conseguem fazer com que os jovens agreguem conhecimento e um aspecto qualitativo focado é perceber o engajamento da escola no projeto de vida dos alunos. É fazer com que o aluno traga o seu sonho e transforme em projeto de vida”.

Fonte: Governo do Estadop do Ceará