A vice-governadora, Izolda Cela, é discreta. Seu perfil destoa no ambiente político em que circula. E essa foi uma das características que a levaram ao patamar em que está. Sem experiência nenhuma nas urnas, foi eleita e reeleita para compor o comando do Estado. É figura da inteira confiança do comando do grupo político que está no Poder, além do perfil técnico com o gabarito que já é conhecido: leva consigo os méritos de um sistema de Educação que passou a dar bons resultados. E são as características já apontadas que põem o seu nome na sucessão do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio.

Como era de se esperar, a professora se esquiva das perguntas relacionadas ao assunto. “Não vejo essa possibilidade. Estou ajudando o governador Camilo nas funções no Estado. Há outras pessoas mais preparadas e mais à frente para esta tarefa”. Ela não descarta categoricamente cumprir um papel entregue pelo partido, mas mantém aquela característica que a fez chegar onde chegou: a discrição. Antes de se tornar vice-governadora, ela também negou a possibilidade. Izolda é uma das cartas no baralho do PDT que merece atenção.

Gestão pública

Por falar em cartas do PDT, outra delas é o secretário de governo da gestão municipal, Samuel Dias. Ele é o nome preferido do prefeito Roberto Cláudio para o embate. Embora isso não esteja dito ainda explicitamente, os fatos conduzem à resposta. De perfil técnico, Samuel não tem experiência nas urnas, mas carrega uma vivência importante em gestão pública, o que vem sendo apontado como fundamental pelas lideranças do grupo para postular a função. O nome do PDT não sairá agora, até porque nem na oposição há tais definições. O grupo governista considera que no xadrez eleitoral, a última peça a ser movida deve ser a governista.

Bolsas de apostas

Há uma bolsa informal de apostas no meio político cearense sobre o julgamento do processo contra o deputado federal Genecias Noronha (SD) no TRE-CE. O caso encontra-se suspenso pelo pedido de vistas do juiz federal José Vidal com o placar de 3 a 1 pela cassação do parlamentar (em hipotética condenação, ainda cabe recurso ao TSE). Há muitos movimentos nos bastidores. Os placares com mais apostas são 4 a 3 pela absolvição e 5 a 2 pela condenação. O caso voltará a ser julgado no dia 12 de fevereiro. Leia mais aqui.

Camilo com lula

Uma articulação de líderes petistas está marcando um encontro do governador Camilo Santana com o ex-presidente Lula. A reunião deve ocorrer em São Paulo e vai compor uma rodada de conversas do ex-presidente com governadores de estados cujas capitais são estratégicas para o PT. O partido trabalha candidatura própria na Capital, mas a proximidade com o PDT dificulta a vida de Camilo. No primeiro turno, o governador não subirá em palanque na Capital se PT e PDT não estiverem juntos.

Homem do Sapato azul

O secretário Elcio Batista comanda a articulação política do governo Camilo, que tem o apoio de 180 prefeitos no Estado. Na sua sala no Palácio Abolição, o entra e sai de lideranças mostra poder de articulação. Além de homem forte do Estado, ele se destaca pela ousadia dos looks. Ontem, na Assembleia, usou um terno cinza com sapato azul. Estilo.

Agenor Neto está certo de que será candidato a prefeito de Iguatu. Animado, ele mostra fotos com apoiadores no município. Só não sabe dizer ainda se fica no MDB ou se vai mesmo para o PSB. Segundo ele, o comando socialista vai buscar Eunício Oliveira para dialogar sobre a transferência falada desde o ano passado. O prazo é até abril.

Candidatura, não. Artur Bruno (PT) foi um dos mais tradicionais parlamentares do partido. Hoje, ocupando a Secretaria de Meio Ambiente do Estado, ele descartar voltar a disputar o voto do eleitorado cearense. “Já dei minha contribuição”, diz

Fonte: Diário do Nordeste – Coluna Inácio Aguiar