Técnico precisa repensar setor ofensivo para jogo com o Palmeiras.
O técnico Zé Ricardo se prepara para uma nova mudança no Fortaleza. Após testar o time com o esquema 4-2-4, o comandante precisará redefinir o setor ofensivo. Contra o Palmeiras, no domingo (25), às 16 horas, na Arena Castelão, o Leão não conta com Wellington Paulista, suspenso, e Felipe Pires, que é desfalque por cláusula contratual. A dupla foi titular no empate com o Bahia por 1 a 1, na Fonte Nova. Dentre as opções, o dilema é a entrada de mais um meia, retornando ao 4-3-3, ou a manutenção do sistema e de um atacante.

A resposta está no próprio plantel, agora mais robusto e com possibilidades de substituição. Zé Ricardo deu oportunidade para cinco atacantes: André Luís (3), Edinho (5), Matheus Alessandro (1), Osvaldo (5) e Romarinho (4). Na armação das jogadas, Marlon (1), Mariano Vázquez (2) e Matheus Vargas (1) tiveram chance de entrar em campo.

Quem não entra na lista, mas é cotado para iniciar o duelo é Kieza. Com a camisa do Fortaleza, o atacante atuou 10 vezes e ainda não marcou. Apresentando características de Camisa 9 e conhecendo o novo treinador, com quem trabalhou no Botafogo, pode retomar a titularidade do time.

O contraponto da escalação é Juninho, que retorna ao plantel e tem vaga assegurada no meio-campo. Com Felipe em baixa, diminuindo o percentual de passes certos a cada jogo, uma possibilidade é o uso de dois atletas de contenção à frente da defesa.

Desta forma, Osvaldo poderia repetir a posição em que atuou nos últimos dois jogos, estando mais recuado e logo atrás do Camisa 9. Somando uma assistência na função, o atacante ressaltou que está preparado para atuar da mesma forma.

A decisão será tomada ao longo da semana. Apesar da necessidade de aprimorar o número de gols e a postura em campo, ter cautela é importante diante do Palmeiras. Sob o comando de Mano Menezes, o alviverde venceu os três jogos que fez, está na vice-liderança e vem com foco total no Brasileirão.

Via Diário do Nordeste